02 fevereiro 2015

Sobre A(Mar) você.


Postado por Nat


Amar você sempre foi fácil. 
Mais fácil que amar chocolate ou coca-cola. Ou até os dois juntos.

Foi questão de olhar e se apaixonar. Assim, dessas paixões avassaladoras que viram amor no mesmo instante. De maneira débil, me perdi em seus olhos castanhos esverdeados, em seu sorriso de canto, e sua voz rouca a me arrepiar. Ainda sinto todos os meus pelos arrepiados ao me lembrar do seu primeiro toque, e acredite, foi a melhor sensação que já experimentei na minha vida. Eu soube, ali, naquele instante, em frente ao mar, que te amar seria fácil, muito mais fácil do que eu um dia havia sonhado.

Você sempre fez por merecer. Sua mão sempre esteve por ali, pronta a segurar a minha. Seu abraço nunca faltou e me aqueceu a cada brisa mais forte. Seus beijos sempre me fizeram esquecer que o mundo já não importava tanto se eu tinha você comigo. Seu riso fácil sempre me arrancou gargalhadas demoradas. Seu olhar sempre me seduziu profundamente. Você nunca me deixou cair, e sempre me levantou. E me amou de uma maneira escandalosamente única, eu sei. Você sempre me fez sentir tão amada quanto eu te amei. Fez ser perfeita cada imperfeição desse amor que nos sustentou a cada balanço do mar.

O Mar. Tão belo como amar. Tão nosso quanto o amor. Tão seu quanto eu. Tão meu quanto você. Foi fácil. Continua sendo fácil. E difícil é imaginar como será daqui pra frente, sem você aqui, sem que eu esteja aí. Você foi, jurando voltar logo, ou me buscar em breve. E eu acredito em você, como sempre acreditei todos os dias em que estivemos juntos e fomos um só. Vou respirar fundo e enxugar as lágrimas cada vez que a saudade bater e olhe bem, não vão ser poucas. Mas vou me lembrar de molhar meus pés no nosso mar e mirar o infinito. 

"Tá vendo o fim desse mar?" você me perguntou naquela última tarde.
"Eu só vejo o infinito..." eu te respondi, desanimada, enquanto escrevia nossos nomes na areia.
"É assim o nosso amor. É esse o tanto que eu te amo. É por quanto tempo meu coração vai ser seu." você soltou, enquanto segurava meu rosto e beijava a minha testa. E eu perdi o ar, o rumo e o medo de te perder pra sempre.

Tão mar quanto amar. Eu sei que assim vai ser, pra sempre e além do infinito.

4 comentários:

  1. Que lindo, como queria poder dizer que o meu amor também seria como o mar, infelizmente o destino deve estar me olhando e dizendo que tentou como aquela music, que agora nem se quer m lemro o nome. Tragico, mas amei o texto!

    Beijão, www.desapegaadri.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente só não pode desistir. Tudo tem sua hora nessa vida e nesse mar!

      Excluir
  2. Fico imaginando se fosse verdade esses poemas que você escreve... tão lindos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai que um dia vira real, né? rsrs

      Excluir

Vou ficar muito feliz em ler seu comentário sobre o post de hoje! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...