13 janeiro 2015

Viajando Sozinha: Como escolher o próximo destino


Postado por Nat


O bichinho da viagem te picou e você, mesmo sem companhia, decidiu: vou sozinha! E então, vai pra onde mesmo? Ah, tem um mundo inteiro pra conhecer, é claro. Mas decidir o próximo destino, ainda mais sozinha, não é das tarefas mais fáceis. São diversos fatores que podem te limitar e até te fazer desistir. Só que essa palavra não existe aqui não! Se der medo, vai com medo mesmo!

Existem alguns pontos aos quais podemos nos apegar pra facilitar essa escolha e tornar a viagem menos apavorante para os principiantes em colocar o pé na estrada sozinhos. Eu apontaria: proximidade, Segurança, Língua/cultura e Custo. Foram os que eu levei em conta para minha próxima mini trip.

 - Proximidade - 


Sair da nossa zona de conforto pode ser desesperador pra grande maioria. Pra mim é! Então, escolher um lugar não muito longe de onde vivemos, pode ser reconfortante. Por mais distante que se esteja, você vai sempre pensar que se qualquer coisa acontecer, será mais fácil de alguém chegar até você. Isso pode ser mais psicológico que real, de fato, mas ajuda. E é uma ótima maneira de começar. Que tal começar por algum lugar dessa Brasil tão lindo de Deus? Ou quem sabe se esticar mais um pouco e conquistar um vizinho fronteiriço?

- Segurança - 


Nenhum lugar do mundo é seguro hoje em dia, infelizmente. Pesquisar destinos com menores índices é essencial, em qualquer viagem. Mas, se você vai sozinha, isso se torna ainda mais necessário. 
É importante também que o viajante mantenha uma postura confiante, de quem sabe o que está fazendo e onde está pisando. Não transpareça insegurança e medo, ainda que você esteja no tal lugar mais seguro do mundo.


- Língua/Cultura - 


O medo de não se fazer entender em outro país pode ser um baita obstáculo. Aquela sensação de ficar mais perdida do que o natural é real, então, se você não se sente preparada para, sozinha, encarar pessoas falando tudo o que você não entende, comece por um lugar em que você entenda e fale o básico. Eu por exemplo, não me sinto à vontade pra encarar um país de língua inglesa sozinha, apesar de achar que de fome eu não morro. (francês, alemão, então... por enquanto nem cogito) Então, tô correndo pra um que fale espanhol, língua que domino, e  - acredito - não ter problemas em me virar sozinha.

Conhecer novas culturas é das melhores experiências adquiridas com as viagens. Mas chegar em um local onde a mesma, em todos os aspectos, é totalmente diferente da nossa, pode ser um choque. E isso é em relação a tudo: costumes, comida (eu sofro muito com isso), religião, hábitos... Vale correr pra um que seja semelhante ao nosso.

- Custo - 



Taí uma das desvantagens de viajar sozinho: seus custos aumentam, já que não há ninguém pra dividir transporte ou hotel, por exemplo. A dica é procurar um local com moeda de igual ou menor valor que a nossa, principalmente agora, com dólar lá no céu. Nossos vizinhos são uma ótima pedida pra isso, hein?





 No próximo post: Os melhores lugares para viajar sozinho

1 comentários:

  1. Me leva na mala na próxima viajem kkkkk ♥
    adoro esses posts Nath :)

    ResponderExcluir

Vou ficar muito feliz em ler seu comentário sobre o post de hoje! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...