27 agosto 2014

¡Bienvenidos a la Ciudad de Mexico!


Postado por Nat

Conhecer lugares que geralmente as pessoas não costumam conhecer. Daqueles, que quando a pessoa te pergunta pra onde você vai e recebe como resposta algo não tão clichê, ela diga: nossa, mas o que você perdeu lá? A tréplica tá na ponta da lingua: O desconhecido. A curiosidade. Isso de sair um pouco do comum, embora o comum também faça parte dos seus planos.

Foi assim que me senti quando arrumei a minha mala, dei a louca e falei: quero conhecer o México. Mas precisamente, a capital mexicana. DF, aí vou eu. E fui, sedenta por absorver toda aquela cultura que esse país emana. Foi bem isso que eu encontrei. Um lugar enorme, onde eu me senti uma formiga. Muita gente, muita gente mesmo. Que me fez reconhecer onde eu estava no instante em que pisei em solo mexicano. Eu sabia que iria amar cada particularidade daquele lugar e iria me divertir até mesmo com aquilo que não fazia o meu tipo. (Como a comida, por exemplo. Sofri, viu? Mas virou risada depois!)

Vou começar contando sobre as necessidades básicas de qualquer viagem (cia aérea, hotel, câmbio, transporte...) Depois trago um pouquinho sobre os lugares que visitei e mais gostei, em outros posts!


A viagem

Meu porta-passaporte La Pomme! ♥ ♥ ♥
Um dos meus perrengues foi o preço da passagem. Quando você dá bobeira paga mais do que deveria. E quando mora lá onde judas perdeu as botas, paga-se ainda mais e enfrenta a viagem mais longa do mundo. Faz parte né?

Comprei minha passagem (pelo Submarino Viagens) saindo de Brasilia, pela Copa Airlines, com conexão no Panamá. Só elogios! Sempre durmo mesmo, e não tenho medo de avião, então tranquilo. (Não tinha, tô meio cabreira nos últimos tempos). Comida gostosinha, voo sem problemas, comissários solícitos. Sem atrasos ou qualquer outro problema. Malas intactas! Yeah! (Só fiquei chateada porque ninguém avisou que o Seu Barriga (do Chaves) tava no voo e só percebemos na hora de recolher a bagagem.)
                                                                    

O câmbio

Viajar para um país cuja moeda é menos valorizada que a sua, é sempre um bom negócio. Dá até pra sorrir ao trocar 1 real por 4 pesos mexicanos.

Troquei alguma coisinha aqui no Brasil pela Confidence Cambio, só pra não chegar lá de mão vazia. Eu achava que lá ia ter mais vantagem, mas bobeira. Dá pra trocar tudo aqui, tranquilo. Tava até mais barato (tipo 1 centavo, mas ok) no Brasil, viu? Mas se você preferir trocar lá, é super tranquilo. Trocar por dólar é besteira, eu achei. Tem casas de câmbio no aeroporto, e perto do nosso hotel, onde trocamos também. É só se informar direitinho, de acordo com a sua localização.

O hotel

Fiquei em um hotel muito bem localizado e de preço bem acessível. As meninas já estavam acostumadas a ficar lá e eu super recomendo.  El Ejecutivo, no coração do Paseo de la Reforma. Entre o Ángel de la Independecia e o Centro histórico. Quartos grandes, arejados e confortáveis. Ótimo serviço. Não optamos pelo café da manhã, pois comprávamos o que queríamos nas lojinhas de conveniência espalhadas por toda a cidade (7 -Eleven e Oxxo).

Transporte

Andamos pouquíssimo de Taxi. Só quando tínhamos pressa. Dá pra fazer tudo de metrôbus ou metrô. Super fácil de se encontrar por ali! Ah, e de ônibus também, por isso, moedinhas sempre em mãos, pois eles geralmente não dão troco. O metrôbus você compra um cartão na máquina na estação mesmo, e coloca crédito. Se não me engano cada viagem custa tipo 6 pesos. (R$1,50). Tem sempre uma estação perto de onde você quer ir, acredite!

A comida

Eu sofri. Juro que sofri. Sou a pessoa mais insuportável do mundo pra comer, e eu não gosto de comida mexicana, mesmo. Meu estômago embrulhava cada vez que eu passava por uma barraquinha de tacos às 8h da manhã, e o povo devorando aquela massa gordurosa. É gosto né? E a gente não ia em restaurantes, então, eu me afundei em um mundo de Mc Donalds. Cheguei no brasil, com a pele chorando de espinha e raiva de tanto conservante. Tô sem comer sanduiche até hoje, 3 meses depois. Batata-frita, não. Continuo amando. rsrs

Mas, pra quem gosta da comida mexicana, vale a pena experimentar de tudo. As meninas sempre se achavam (e eu sobrava, mas faz parte! Papas fritas, aqui estamos!)


Logo, logo eu volto mostrando um pouquinho do que eu conheci! ♥
Espero que gostem! E se quiserem saber algo especial, deixem aí nos comentários, tá?

0 comentários:

Postar um comentário

Vou ficar muito feliz em ler seu comentário sobre o post de hoje! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...