19 março 2013

O BBB e a intelectualidade popular


Postado por Nat



Muito se discute, principalmente nas redes sociais, a respeito da suposta falta de intelectualidade de grande parte da população que assiste e comenta sobre o Big Brother Brasil. O reality da Rede Globo, que já está em sua 13ª edição, é motivo de sarcasmo desde a sua primeira. Pessoas comuns e outras "montadas" em uma casa, convivendo 24 horas por dias, passando por provas bobas e outras crucificantes, entre casais, brigas, amizades, falsidades, e algumas vezes até muito inteligentes, em busca de um prêmio milionário. 

No minimo, interessante. Engraçado até, de tão sem noção as vezes É o que acho. Sempre assisti, assisto e continuarei assistindo até onde eu quiser e gostar. Sim, é um tipo de programa que assiste quem gosta, e gosto, todo mundo sabe que é igual a...., cada um tem um. Não, não acho que sou menos inteligente, intelectual ou sabida que fulano que escuta ópera ou cicrano que não assiste novela. A esses comentários, eu só balanço a cabeça e dou uma risadinha. Afinal, assistir ao Big Brother não me impede de ler um livro, assistir um documentário ou me inteirar acerca das noticias do mundo.  Pelo contrário, programas desse tipo podem funcionar até como um escape, um momento de futilidade que qualquer sanidade precisa.

Um dos maiores julgamentos feitos ao Big Brother é a questão da manipulação de vencedores. É bem nítido que é um programa com certo grau de manipulação, assim como tantos outros programas - inclusive sérios, como jornais - da TV Brasileira. E isso não acontece só na Rede Globo, venhamos e convenhamos.  Infelizmente vivemos em um mundo movido a parcialidade, onde somos expostos a acompanhar tudo na base de edições. É preciso, aí, usar a nossa tão julgada intelectualidade para escolhermos perante analises e diversos pontos de vistas o que é verdade.

Eu não julgo quem não assiste. Assim como também não gosto que me julguem. Aliás, sempre fui contra esses comentários malditos que menosprezam pessoas que assistem realities e novelas ou escutam axé e arrocha. Pelo amor de Deus, aonde fica a liberdade de curtir o que você gosta? Aonde fica o direito de ser diferente, de ser normal a ponto de não ser como a maioria - embora, meus caros, sejamos a maioria. Me diz, aonde?

Pra mim é muito simples. É questão de respeito e de pura intelectualidade saber que não será isso a te fazer mais ou menos inteligente. Inteligência vai muito além disso. É preciso saber separar futilidade e utilidade. Me chame de burra por outros motivos, não por assistir ao Big Brother. Obrigada!


Ps. Esse texto foi escrito inspirado no "Day 3" do desafio 30 days writing. O tema seria escrever sobre algum gênero que nunca tínhamos escrito.  Não soube encontrar bem o gênero, e acabei falando sobre algo que não costumo falar: assuntos polêmicos. #tenhomedo



2 comentários:

  1. Não curto mt BBB, mas já que dá certo né, deixa ele lá hehe
    Beijos, sucesso!
    http://pandainvertido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra tá lá ainda, sinal de que tem muita gente assistindo né? rsrsrs

      Excluir

Vou ficar muito feliz em ler seu comentário sobre o post de hoje! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...