09 novembro 2012

Someday, someplace…someone!


Postado por Nat

Mais um texto do antigo blog, pra não deixar esse aqui parado enquanto ando um pouco na correria e organizando novas ideias! ;) Postado originalmente em 17 de novembro de 2009.

                         

“Tengo mucho que dar, no te conozco aún pero voy a esperar..hasta que llegues tú.”


Eu não sei o seu nome. A sua cor. Não sei sua idade, seu endereço, ou de onde você é. Se você está perto de mim, ou perdido em algum lugar desse mundo tão grande.  Eu também não sei como você é. Se é alto, baixo,  gordo ou magro. Talvez seja normal, não tão fraco e nem tão forte.
Não sei a  cor dos seus olhos e , principalmente,  a intensidade do seu olhar. Não sei como é o seu sorriso e com que frequencia ele ilumina o seu rosto. Pode ser que ele seja sedutor ou tímido. Não consigo enxergar se ele é forçado e você uma pessoa séria, ou se ele é constante e acompanha alguém extrovertido.  Eu não sei também o tom da sua voz.  Rouca e provocante, baixa e retraída, alta e grave.
Eu não sei nada sobre o seu interior.  Se demonstra seus sentimentos a todo instante, ou se é fechado em seu próprio mundo e guarda pra você tudo o que sente. Não sei se gosta de carinho, se gosta de fazer carinho. Não sei se não tolera pessoas egoístas ou mesmo se não é um. Não sei até onde é capaz de ir pelos seus sonhos e se, na verdade, você sonha. Não sei se é decidido, durão e um líder.  Ou se é apenas mas um confuso ser humano que não gosta de mandar e tem o coração tão mole quando um pedaço de algodão. Eu não sei se você chora com facilidade e demonstra suas mágoas. Eu espero que sim. Mas também não sei se você é daqueles que prende as lágrimas na frente de todos e leva com você todas as dores por orgulho. Eu não sei realmente, se você é mais orgulhoso do que deveria ser.
Sabe o que também não sei? Os seus ideiais de vida. Será que seus planos se resumem a uma carreira brilhante, com estudos pro resto dos seus dias , pelos melhores cantos do mundo? Ou será que você tem vocação para ser o pai da familia, que luta pelo sucesso e só pensa no bem estar dos seus amores? Será que quer ter filhos? Muitos filhos? ou acha que um é suficiente. Quem sabe você não é o equilibrio desses dois?
Eu não sei sua forma de amar. Doce e sentimental como um adolescente descobrindo o amor, ou frio e rabugento como um homem amargurado na vida. Vai saber. Não faço a minima idéia da mulher que você procura, da mulher que você quer. Não sei se busca o corpo perfeito, a mente inteligente ou apenas alguém normal. Não sei se você é romântico, se lembra das datas importantes, se surpreende a cada dia a mulher amada, a mãe dos seus filhos. Ou se você é aquele que com o passar dos anos perde o tesão do amor, e deixa o casamento cair na rotina.
Eu realmente não sei de nada. Não sei quem é você, mas sei que está em algum lugar.  Sobre você eu não posso afirmar nada, eu só preciso esperar. Algum dia, em algum lugar, você vai chegar. Ou eu chegarei? A verdade é que você não sabe quem eu sou e nem onde eu estou também. Estamos separados pelo simples fato de não nos conhecermos. E claro, por uma rua, uma cidade, um estado, um país e quizá um continente. Esse mundo é tão grande, há tanta gente nele.  E nós apenas, ainda não nos encontramos.
Mas eu sei de uma coisa. Esse dia vai chegar. Não importa quando. Não me importa quem você é.  Sei que você não é perfeito. Que pode não ser o homem mais bonito, o marido mais romântico, o pai mais exemplar. Mas você é você, com seus erros e suas imperfeições. Só que, de alguma forma, perfeito pra mim. Isso é suficiente pra que eu fique aqui, esperando….

0 comentários:

Postar um comentário

Vou ficar muito feliz em ler seu comentário sobre o post de hoje! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...